Slider

domingo, 8 de maio de 2011

Comendo Fora - Outback Steakhouse


Olá Pessoal!
  
Esta é a primeira postagem de uma série que queria muito fazer desde que comecei o blog. Vou postar a partir de agora dicas de restaurantes e outros lugares onde é possível encontrar opções sem lactose e contar para vocês como foi a minha experiência no local.

Todos nós sabemos como é difícil comer fora de casa, certo? Eu tenho muito pânico medo de passar mal, desconfio de tudo e de todos. Mas confesso que cansei de ter medo.
Quero minha vida social de volta, quero sair para comer do mesmo modo como eu fazia durante 24 anos da minha vida.

Vocês entendem o que eu estou querendo dizer? Sair com os amigos, ir a um simples restaurante ou pizzaria sem poder comer o mesmo que todos, passar vontade e ainda escutar comentários desnecessários como o clássico: "Nossa, ainda bem que eu não tenho nada dessas "coisas", posso comer de tudo", não é fácil. Só quem passa por isso sabe como é. As pessoas acham que comentários assim não magoam, mas particularmente isso me magoa sim. Me faz sentir a pessoa mais excluída da face da Terra.

Faz 6 meses que eu voltei para o Brasil e só agora estou saindo para comer fora mais confiante. Parece que finalmente peguei o jeito. 
Aprendi na marra que:

1. Preciso parar de me sentir excluída.
Sabe aquela hora em que todos pediram sobremesa e você não pôde pedir porque tudo tinha leite? Como todos estão ocupados comendo, de repente fica um silêncio e você fica com aquela cara de paisagem sem saber para onde olhar. Se você olha para alguém a pessoa pensa que você está com vontade de comer também, e aí vem o comentário: "Ai que chato, a gente comendo e você sem poder comer". Não que a pessoa esteja falando com maldade, longe disso. Mas o comentário tornou a situação mais chata do que já era. 

As alergias e intolerâncias alimentares estão cada vez mais comuns, mas muita gente desconhece ou nunca conviveu com pessoas que sofrem deste mal. Eu mesmo nunca convivi com alguém que tivesse alguma alergia ou intolerância, talvez se hoje eu não fosse IL estaria cometendo os mesmos erros. 

Então pessoal, sei que não é fácil, mas cabe a nós informar aos amigos e familiares que eles não devem nos tratar como pessoas diferentes. O melhor a fazer é não falar coisas deste tipo e fingir que está tudo normal. E principalmente, não deixar de nos convidar para sair por achar desagradável a situação de não podermos comer o mesmo que eles. Quantas vezes eu jantei antes de sair de casa por saber que as chances de poder comer algo seguro na rua eram mínimas? 

Claro que essas coisas a gente explica para os mais íntimos, não vou ficar dando explicação e nem sermão para todos que falarem alguma coisa para mim. Uma hora a gente se acostuma com certos comentários e passa a ter ouvido seletivo e só escuta o que quer. 

2. Tenho que ter planejamento e organização.
Sempre que possível, se eu já sei aonde vou com alguma antecedência, ligo para o local antes ou consulto o cardápio no site e verifico quais são as opções.
Quando não posso fazer isso, dependendo do caso, me alimento antes de sair de casa, para conseguir aproveitar o passeio e não passar fome e sempre levo alguma coisa na bolsa: barrinha de cereal, bolacha de arroz (aquelas do mercado japonês), qualquer coisa que possa me salvar no caso de não encontrar opções seguras.

3. Tenho que falar com a pessoa certa.
Geralmente, os garçons são prestativos e tem muita boa vontade, mas muitas vezes a correria do trabalho impede que as coisas sejam realizadas corretamente e no nosso caso, não podemos correr riscos.
O garçom não sabe certos detalhes dos pratos, como por exemplo se o salmão é frito no azeite ou na manteiga. 
Com certeza ele vai se informar na cozinha, mas todos nós sabemos o caos que é uma cozinha de restaurante e a combinação correria do garçom + caos na cozinha pode abrir espaço para erros.

Portanto, se você tem uma IL muito forte, assim como eu, que não te permite aceitar certos enganos (como um salmão na manteiga) faça o que eu vou te falar:  fale com o Nutricionista. Ele sabe a ficha técnica dos pratos de trás para frente, fora isso, ele estará na operação e poderá conferir se o seu prato vai ser feito corretamente.
Muitas vezes é o técnico de Nutrição que vai falar com você. É ele que fica na cozinha com a mão na massa junto com os cozinheiros, supervisionando. Ele ou ela estará de touquinha, roupa de cozinha, aventalzão, sapato de segurança, tudo nos conformes. Se, quem vier falar com você, for aquela Nutricionista maquiada, com anel, brinco, sem o aventalzão, ela é a chefe e não fica na operação. Talvez ela precisará ir na cozinha para confirmar as informações. Então neste caso, fique esperto. Sinta se ela passa confiança.
Se você não sentiu firmeza e não pode sair correndo do restaurante, peça para falar com o Chef de Cozinha, para garantir. Ele vai estar na operação, então as chances de algo dar errado são menores. 
Tudo isso no caso de grandes restaurantes, em locais menores provavelmente você não encontrará uma Nutricionista ou um Chef de Cozinha, então fale com o cozinheiro. O importante é que seja alguém da cozinha.

E o mais importante, independentemente com quem você falar, explique a sua restrição direito e com calma, fale que se você comer alguma coisa errada você pode passar muito mal, que você tem medo, mas não faça terrorismo, e que por isso precisa da colaboração de todos para que você possa ter uma refeição agradável como todos os outros.

4. O leite não é o culpado de tudo.
Não é só o leite que pode fazer com que você passe mal depois de comer em um restaurante. Principalmente para você IL recém descoberto que está com a flora intestinal destruída e não está se tratando. 
Muita gordura, batata frita, frituras em geral, maionese, condimentos irritantes, podem te dar uma bela diarréia e o leite nem é o culpado.
Peça alguma coisa mais leve, não exagere na batata frita só porque não tem lactose. E cuidado com os refrigerantes... principalmente se você tem gases com facilidade. 

Sei que nem todos possuem a mesma opinião que a minha, meu intuito é contar a minha experiência e com isso tentar ajudar nem que seja um pouquinho. 

Vamos para a primeira experiência:


Fui no Outback Steakhouse do Shopping Center Norte, em São Paulo, neste domingo de Dia das Mães.
Eles disponibilizam no site um cardápio especial para Intolerantes a Lactose, Celíacos, entre outros. Por isso não precisei ligar, apenas verifiquei as opções no próprio site e já fui com uma idéia do que eu poderia comer.

Claro que o restaurante estava lotadíssimo, fila de espera de 1h30min e eu já imaginava que seria impossível falar com alguém da cozinha.
A nossa garçonete foi a Ingrid, super prestativa e sabia o cardápio de trás para frente. Expliquei para ela sobre a IL e perguntei se eles tinham alguma Nutricionista disponível ou se eu poderia falar com alguém da cozinha, e conforme eu já imaginava ela disse que hoje não seria possível devido ao grande movimento, mas que ela confirmaria para mim e que eu poderia ficar tranquila. Como ela me passou muita confiança, decidi não insistir.

Eu já tinha uma idéia do que pedir, mas pedi a opinião dela para escolher uma carne com menos gordura e confirmei qual acompanhamento eu poderia comer. As opções eram arroz tasmânia, cajun rice e batata frita. Escolhi o arroz tasmânia que vem com amêndoas, pimentão, champignon, salsinha e limão.
E a carne escolhida foi a The Outback Special (sirloin de 225gr).

Recebi o meu prato corretamente, ela me confirmou novamente que não havia leite e derivados, comi e não tive nenhum problema. O prato estava delicioso!

Infelizmente não há opções de sobremesas sem leite, mas também não fez diferença alguma porque nem se eu quisesse eu aguentaria comer. :D

Se você tem alguma dica de restaurante que oferece opções sem lactose na sua cidade, deixe um comentário ou me envie um e-mail contando a experiência (seja ela boa ou ruim) que eu publico no blog para conhecimento de todos.

Bjos!




22 comentários:

  1. MOnalisa,
    Adorei a estréia dessa nova série de passeios gastronomicos.
    Assim, além de matar a saudade de alguns pontos de Sampa, como foi o caso do Center norte que eu adoro, vou conhecer um pouco mais do lugar, do atendimento e da comida.
    beijos e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  2. Olá, Monalisa!

    O restaurante América e o McDonalds também possuem no site um cardápio especificando os alimentos alergênicos em seus pratos.

    Beijos
    Patricia

    ResponderExcluir
  3. Olá Fabi! Obrigada pela visita! Bjos e ótima semana para vc tb! :D

    Olá Patricia! Eu quero muito ir no América, eles tem um cardápio especificando tudo direitinho né? Nunca mais voltei lá depois da IL. Obrigada pelas dicas! Bjos :D

    ResponderExcluir
  4. O pior são os casamentos e festas !!! Uma verdadeira tortura !!!
    Eu gosto muito do Ráscal , tem vários em S.Paulo,
    tem várias saladas e eu como a carne , nunca as
    massas , porque tem manteiga no cozimento.
    De sobremesa sempre como abacaxi com raspinhas de limão por cima . Meu marido fala que como é a unica sobremesa que eu posso eu já estou até ficando ''ázeda''
    ANDREA

    ResponderExcluir
  5. Monalisa,
    Adorei seu post!
    Esse tipo de depoimento que me motivou a criar a conta no twitter.
    Essa troca de informações sobre produtos e restaurantes é muito boa para a gente. Mas nada de se sentir excluída!
    Quando vou pedir um prato novo ou estou com dúvidas sobre a composição, falo pro garçom que tenho alergia a leite... afinal, não é todo mundo que ja ouviu falar da IL. Mesmo assim já cai em armadilhas...
    Minhas experiências com restaurantes:
    Tenho a listinha do MacDonalds dos alimentos que não tem derivados de leite. McChicken e tortinhas são liberadas. No Subway, me falaram que não tem derivados de leite no pão e que o único molho com lactose é o parmesão, mas nao fui lá recentemente (pós-IL)pra testar.
    Já tinha visto a orientação do Outback no site, mas achei meio confusa. E não pude testar ainda pq nao tem na minha cidade. Bom saber que deu certo!
    Pra finalizar, a funcionária da Pizza Hut me informou que nao ia queijo ou leite na massa das pizzas, entao de vez em qdo eu peço uma mini pizza sem queijo pra mim.
    De qualquer forma, pizzarias são locais não indicados pra nós, afinal quem quer dividir uma pizza sem queijo?

    Um bj,

    Vivian
    @comersemlactose

    ResponderExcluir
  6. Oi Andrea! Você tem toda a razão: casamentos e festas são uma tortura e sem direito a rota de fuga! Eu sempre como antes de sair de casa, fazer o que... Obrigada pela dica, assim que possível vou conferir. Eu adoro abacaxi com raspinhas de limão, assim dá até gosto ficar azeda, rsrsrs. Bjos!

    Oi Vivian! Obrigada pelo comentário, realmente a troca de informações é muito importante! =) E obrigada também pelas dicas dos restaurantes, graças a Deus a tortinha do Mc é liberada, eu adoro! Eu tb não fui mais no subway, vou me arriscar um dia. E já fui conferir a sua dica da Pizza Hut, esta vai ser a próxima que vou colocar no blog, depois da Amor aos Pedaços. Fiquei um pouco indignada, mas depois explico melhor, rsrs.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Nossa muito bom o post, vou linkar para todos os meus amigos rsrsrs

    Bjo =O*

    ResponderExcluir
  8. gostei desse blog, tanbém tenho intolerância a lactose, mas no meu caso, se eu comer alguns derivados de leite me da enxaqueica por vários dias. Fui na neurologista e fiz a eexperiência de tirar a lactose. A melhor coisa que fiz na vida.
    Depois descobri que existe quase tudo de soja, Iorgut, chocolate...etc.
    Não deixo de ir na pizzaria, qndo eu vou, peço metado com queijo metade sem. Leite, so ADES, ou com 90% menos lactose.Mas a única coisa que não parei de comer é sorvete e leite consedado.hahah mas é bom saber que os restaurantes estão reconhecendo que existe muitas pessoas q rem esse problema.

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito tb desse blog! Meu diagnosticos de IL é recente e ainda to me acostumando com toda essa rotina... Tenho a IL mais forte e não posso naaada de leite e derivados mesmo... Para mim está sendo muito dificil pq gosto muuuuito de leite e muuuuito de chocolate! Vamos combinar que o chocolate de soja nao chega nem aos pés do normal...
    Ainda não tenho dicas de restaurantes, mas tb fiquei sabendo do America e adorei!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thais! Tem quase 2 anos que descobri a IL, e já consegui descobrir algumas coisinhas que não tem lactose e são muito boas..rs..Chocolate: Na Cacau Show tem uma caixinha de língua de gato que é sem lactose, e acho que tem a barrinha de meio amargo que não tem lactose também (dá uma conferida antes). Agora, outra opção é a barra de chocolate (Meio Amargo) da Garoto, e tem o Talento meio amargo com amêndoas. Pronto!!! Não precisa mais ficar sem comer chocolates!!! =) Uma opção de bolo é aquele bolinho Ana Maria, que alguns sabores não tem lactose: Morango, Baunilha, e o de Chocolate com recheio de baunilha.

      Excluir
  10. Monalisa, adorei a idéia de postar as visitas, vou tentar te recomendar alguns lugares que elvo minha filha que é alergica ao leite.
    Eu imagino como deve ser dificil para vc descobrir que tem IL já adulta, a minha filha também sofre mas não por que ela sinta falta de comer algo, mas por causa do social, as pessoas são segregativas por natureza, aquilo de eu tenho vc não tem, eu posso vc não pode é ainda pior qdo se tem 6 anos de idade.
    Espero que vc melhore, e sugiro uma visita à loja do mundo verde, onde vc poderá encontrar diversos artigos livres de lactose.

    ResponderExcluir
  11. Mona, parabéns pelo blog!!!
    Tb tenho a IL, descobri a poucos meses e ja sofria com os sintomas ha uns 4 anos. Isso que é chato, o diagnostico foi muito demorado.
    No inicio foi complicado, pois sempre fui louca por queijos. chocolates e sobremesas, aos poucos estou me acostumando, ja aprendi a gostar dos produtos sem lactose e hj em dia adoro o chocolate da nestle 0% lactose.
    Aqui em Fortaleza, infelizmente não tem outback muito menos starbucks e são poucos restaurantes que tem opcoes para pessoas com intolerancia a lactose.
    É muito difícil, todos os dias almoçar fora de casa, almoçar em self service, facilita a nossa vida,e existem alguns molhos de ervas que nao levam leite fica uma delicia na verdura, uma vez na semama como no SPOLETO, da pra fazer ótimos pratos com o molho de tomate e sem queijos, no McDonalds gosto MC lanche feliz (Hamburguer)e sobremesa so mesmo se for salada de frutas ou chocolate sem lactose!
    E quando vou a um casamento, tento resistir a tentação, mas se eu vejo que é mais forte do que eu, eu tomo uma enzima chamada LACTAID, é vendida nos EUA, mas por aqui tb tem sob manipulação.

    Beijos a todas!

    ResponderExcluir
  12. Anna, muito brigada! =) Grande Beijo!

    Caroline, poxa você tem enxaqueca! é terrível né? Mas ainda bem que parando com o leite ela também vai embora. É difícil mesmo resistir às tentações, mas vamos nos acostumando aos poucos =) Grande Beijo!

    Thais, você viu que eu peguei a sua dica do America né? rsrs Também gostei muito! Obrigada pela visita e pelo comentário! =) Grande Beijo!

    Anne, aceito com o maior prazer sugestões, pode me mandar! rs Imagino como sua filha deve sofrer também, infelizmente as pessoas são assim mesmo.
    Eu era cliente da Mundo Verde, mas agora prefiro comprar meus produtos em algumas lojas do Bairro da Liberdade aqui em Sp, além de encontrar mais variedade é mais barato e além disso a Mundo Verde deu uma pisada de bola legal com o blog... (fez cópia indevida de fotos):(
    Mas de qualquer forma, é um bom lugar para pessoas que não possuem muitas opções na cidade onde mora.
    Obrigada pela visita e pelo comentário! Beijos para vc e sua filha! =)

    Olá Lu! Muito Obrigada! Realmente tudo o que vc disse é verdade, a demora no diagnóstico é horrível, o fato de comer fora acaba se tornando um estresse... enfim... Mas ainda bem que conseguimos nos adaptar né? Estou morrendo de vontade de ir no Spoleto, certamente vou fazer um post sobre ele. O senhor lactaid funciona comigo só quando ele quer, então eu nem arrisco tomá-lo fora de casa. Nestes casos sou obrigada a resistir as tentações (ou fazer uma "marmita" e levar para comer em casa, rsrs). Obrigada pelo comentário! Beijos! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monalisa!
      Sobre a enzima, eu também uso, e às vezes não funcionava, aí percebi que era devido ao tempo que tem que tomar antes de comer qualquer coisa que tenha lactose e em relação a quantidade de lactose que ingerimos. Você fez a experiência de tomar a enzima de 1 a 3 horas antes de comer? Comigo funciona, mas varia mesmo de organismo p/ organismo, por causa do nível de intolerância. Adorei seu blog, minha prima que achou e me recomendou. Bjs

      Excluir
    2. Olá, Claudia!
      Nunca tentei tomar a enzima dessa forma, sempre segui a recomendação da embalagem que é tomar antes da primeira garfada. Interessante saber que essa maneira funciona para você! Vou criar coragem e fazer um teste, rs.
      Obrigada pelo comentário! Grande beijo!

      Excluir
  13. Monalisa,
    muito interessante teus comentários, realmente é difícil!
    Passo por tudo isso e sei como é esse medo de ir a algum restaurante e não sentir confiança no que o garçon diz, é bem complicado. Ótimas dicas do MC, Subway, Outback....muito obrigado! Gostaria de saber sobre esses chocolates 55% cacau, apareceram uns novos agora você sabe se dá para arricar comer? O Talento 55% cacau Intense já provei e não me faz mal. Abçs. Thiago

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago!
      Eu não me lembro de ter provado esse da Talento, infelizmente não vou saber te informar. Mas eu sempre olho no rótulo, caso tenha algum derivado de leite eu não compro porque minha intolerância é bastante forte. Isso vai depender muito do seu nível de intolerância, se você suporta bem pequenas doses de lactose não precisa se preocupar. :)
      Beijos!

      Excluir
    2. Oi, Thiago!
      Pelo que eu vi o Talento (Meio Amargo c/ Amêndoas) não tem derivado de leite, eu sempre como..rs... Mas é como a Monalisa falou, depende do nível de intolerância, então por via das dúvidas confirma no rótulo pra ter certeza que não tem os derivados.
      Bjs

      Excluir
  14. minha IL não é super severa, mas a minha dica é dizer pro garçom, quando pede pra ele ir perguntar lá na cozinha se não vai mesmo creme de leite no risoto ou algo do tipo, é falar "é porque eu tenho alergia, eu passo muito mal se eu comer isso sabe?". Se o garçom (ou atendente da padaria, ou qualquer outra pessoa que esteja atendendo) conseguir entender a seriedade da pergunta que está sendo feita, ele vai trazer uma resposta com mais cuidado.

    ResponderExcluir
  15. Olá adorei o blog.... descobri a pouco tempo que tenho IL mas me da enxaqueca.... adorei saber a lista de restaurantes... hoje fui no subway pedi sem leite e só com molhos que não vão leite.... é difícil pois comia muitos derivados de leite, e não gosto nada de soja além de ser muito calórico só light minha médica mandou usar..... obrigado pelas informações...

    ResponderExcluir
  16. Adorei o blog, descobri a pouco tem que tenho IL mas me da enxaqueca fico uns 3 dias.... hoje fui no subway pedi pão integral e sem queijo e sem problemas.... meu maior problema é que sou louca pelos derivados de queijo to sofrendo rsrsrsrsrs.....

    ResponderExcluir
  17. Olá Monalisa, Adorei o Blog. Meu diagnóstico de IL foi ressente e ainda estou me acostumando. Muito bom as dicas dos restaurantes, já passei muito mal acreditando nos garçons. Kkkkkk. Realmente da medo de comer fora de casa. Adorei as dicas Parabéns.

    ResponderExcluir

Compartilhe!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner