Slider

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Rejuvelac


Olá, Queridos!

Estou me dedicando a algo que veio preencher uma lacuna nessa minha trajetória da Nutrição: a alimentação viva. Já ouviram falar?
Tenho certeza que para muitos o termo natureba ou "naturebice" logo veio em mente, rs.
 
Na minha opinião, o ser humano é muito mais do que o físico. Temos nosso lado emocional, espiritual... muitas coisas acabam nos afetando, mesmo que não sejam visíveis ou palpáveis.
Por esse motivo, faço parte da turma que acredita que quando nos alimentamos recebemos muito mais do que os nutrientes presentes nos alimentos, como os macronutrientes (proteínas, carboidratos, lipídeos) e micronutrientes (vitaminas e minerais). Recebemos. principalmente, a energia vital desse alimento. Da mesma forma como recebemos energia vital do sol, do ar, da água...

Claro que cada um acredita e sente uma coisa. Parafraseando a minha amiga Adriana Souza: "se o que eu falar faz sentido para você e toca o seu coração, então ok! Se não, apenas deixe para lá".

Não estou falando especificamente em virar vegetariano, vegano ou ficar restrito a um estilo de vida. Acredito que é possível sim ter um equilíbrio, sem extremismos. Começamos a criar hábitos e descobrir novos caminhos aos poucos. Com o tempo, o que faz mais sentido e faz você se sentir melhor permanece.

Por isso, não vou encher vocês com textos imensos. Como o blog é o meu diário e mostra muito da minha vida, vou postando aos poucos o que estou aprendendo e convido vocês a experimentar.
Vou começar com o básico da alimentação viva que é o Rejuvelac: uma bebida probiótica e enzimática obtida através da fermentação de cereais (o mais comum é o trigo, mas é possível fazer com arroz integral, quinoa, aveia, cevada - em grãos e orgânico).
O Rejuvelac também  pode ser utilizado em receitas, como por exemplo, para fermentar iogurtes e queijos.
Os probióticos dão uma grande ajuda para o nosso intestinos. Fora isso, a energia vital proveniente dos microrganismos da fermentação é imensa! Dá para sentir a diferença...
No final do post deixo uma sugestão de sites para quem se interessar mais sobre o assunto.

O preparo não é trabalhoso, mas sim demorado porque precisamos fermentar a bebida e isso não ocorre em 2 horas.
 
Suco de amora, manga e rejuvelac.

Rejuvelac
 
Atenção: é muito importante que os potes e jarras utilizados sejam de vidro e que tudo esteja muito bem higienizado.
 
A receita abaixo rende 500 ml de Rejuvelac por fermentação. Como teremos 3 fermentações, o total é de 1 litro e meio. Se preferir, dobre ou triplique a receita.
 
Primeiro passo: germinação.
 
Lave bem 1/2 xícara de chá de arroz integral orgânico. Coloque em um pote de vidro, despeje 1 xícara e meia de água filtrada, cubra com um voil e amarre com uma fita ou elástico (foto 1). Deixe descansar por 8 horas.
Após esse período, escorra a água e lave muito bem os grãos (umas 4-5 vezes até que a água não saia mais turva).
Coloque o vidro (ainda com o voil amarrado) de boca para baixo em um local inclinado de forma que fique a 45 graus (foto 2). Vai ser necessário lavar os grãos duas vezes por dia, de manhã e a noite. Dentro de 24 horas os grãos vão começar a germinar, vai aparecer um "narizinho" na ponta dos grãos. Se a maioria já estiver assim, pode passar para o segundo passo. Se não, deixe mais algumas horas. Na foto 3 os grãos estão com 12 horas de germinação, o narizinho está começando a surgir. Quando completar 24 horas, ele já vai estar totalmente para fora.
 
Segundo passo: fermentação.
 
Despeje 500 ml de água filtrada no vidro com os grãos. Tampe novamente com o voil. Deixe em um local da sua cozinha onde não tenha corrente de ar e aguarde 24 horas. Após esse período, será possível observar um monte de bolhas de ar entre os grãos, vai criar uma espuma na superfície e uma espécie de "nata" (foto 4 e 5). Sinal que a fermentação está a todo vapor e que o Rejuvelac está pronto!
O cheio vai ficar bem característico de fermentação, é estranho a princípio, mas precisa estar agradável, algo parecido com mato e um pouco de limão. Não pode estar com cheiro ruim ou de podre, por exemplo.
Essa é a primeira fermentação, pode escorrer o Rejuvelac (deixe um restinho dentro do pote) passando por uma peneira para segurar os grãos e a nata, coloque em uma garrafa de vidro e coloque na geladeira. Deverá ser consumido dentro de 24 horas.
Acrescente mais 500 ml de água e aguarde mais 24 horas. O resultado será a segunda fermentação.
Como usei o arroz integral, será possível fazer uma terceira fermentação. Se o vidro estiver muito sujo de nata e espuma, tire os grãos de dentro, lave o vidro, volte os grãos e despeje novamente 500 ml de água filtrada. Depois de 24 horas retire o Rejuvelac e não haverá mais fermentação desses grãos.
 
 
 
 
 
 
Como utilizar?
 
- pode ser bebido puro ou com limão;
- misturado a sucos, vitaminas, smoothies...
- pode ser utilizado na fermentação de iogurtes e queijos vegetais. Estou empolgadíssima com esse uso, tentei fazer o queijo, mas o meu não deu certo, passei o tempo de fermentação. Assim que for acertando prometo que coloco aqui para vocês.
 
Quem quiser ir pesquisando e fazendo seus próprios testes, vejam essas sugestões:
 
- Iogurte de amêndoas do site Veganana
- Queijo vegetal fermentado do site Cruzinha
- Informações sobre alimentação cru e viva no site Doce Limão da Conceição Trucom. A Conceição tem um vídeo onde explica certinho como fazer o Rejuvelac, assista aqui.
- Informações sobre germinação e alimentação viva no site Terrapia
 
Há inúmeros sites e receitas na internet com receitas e dicas sobre alimentação viva. Experimentem!
 
Com amor,
 
Monalisa Cavallaro
 
 

8 comentários:

  1. Que bacana Monalisa! Não conhecia esse tipo de fermentação, mas achei muito legal a questão da alimentação viva e da energia envolvida. Aproveitando a questão da fermentação, eu venho há algum tempo lendo sobre o Kefir (de água, no caso, né) para fazer iogurtes e acrescentar à bebidas em geral, mas ainda não experimentei "brincar" com ele. Você já usou?

    Beijo! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia! Quando era criança, tínhamos o kefir de leite em casa. Ficamos com ele até não conseguir mais ver iogurte na nossa frente, rs. Depois disso nunca mais tive. Procurei um tempo atrás alguém conhecido para me doar o kefir de água, mas não consegui. Como só conseguimos por doação, ainda estou buscando. :(
      Beijão :)

      Excluir
    2. Eu tenho quefir de água...
      Faço uso todos os dias e tem sido uma bênção em minha vida.
      Recebi o meu desidratado, pelo correio.

      Excluir
    3. Entre no facebook na página kefir brasil

      Excluir
  2. Também uso kefir de água tenho algumas receitas. A doação também recebi pelo correio através da página Kefir Brasil com a Vanessa AR.

    ResponderExcluir
  3. Maionese de kefir com Arroz
    Ingredientes:
    1 xic de chá de arroz cozido
    100ml de água
    um pedacinho de pimentão vermelho
    1 colher (de sopa rasa) de sal
    100 ml de óleo de azeite
    50ml de Kefir de água ou 1 colher de sopa rasa de grãos
    1 cebola bem pequena picada

    Preparação:
    Coloca no liquidificador o arroz, a água, o kefir, o pimentão, o sal, a cebola e o óleo. Bate durante 7 minutos na potência alta. Se for preciso, coloca mais 1 ou 2 colheres (de sopa) de água. Deixa na geladeira por 15 minutos e depois serve como maionese.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, meninas! Com o Kefir de água consigo preparar iogurte? Se sim, me passem a receita? Obrigada

    ResponderExcluir
  5. Olá Mel, boa tarde! Não fiz nenhum teste com o kefir ainda então não consigo te ajudar por hora. Sorry! Grande Beijo.

    ResponderExcluir

Compartilhe!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner