Slider

domingo, 23 de novembro de 2014

Biomassa de Banana Verde

 
 


Quem nunca fez biomassa de banana verde? Acha difícil de fazer ou não fez porque nem sabe que negócio é esse!? 
 
Há uns 4 anos atrás eu nunca tinha ouvido falar nisso.
Até que um dia estava na padaria Diaita e tive o prazer de conhecer a Sra. Heloisa de Freitas Valle, que deu início na utilização e pesquisa da banana verde cozida (fiz um post na época). A Sra. Heloisa é autora do livro "Yes, nós temos bananas - Histórias e receitas com biomassa de banana verde". Recomendo: muito interessante, conteúdo riquíssimo e cheio de receitas.
 
Uma das qualidades da biomassa é que ela é rica em amido resistente, que serve de comida para os microorganismos benéficos do nosso intestino, e isso é ótimo! Se você preferir falar bonito, pode dizer também que a biomassa é um prebiótico. Oh que chique! ;) Por isso que a biomassa auxilia demais o funcionamento intestinal, falando de uma maneira bem informal ela faz com que os nossos micro-organismos benéficos fiquem mais fortes e coloquem ordem no intestino!
Mas não confunda: prebiótico é o substrato (nome chique para comida) dos microorganismos. Já probiótico é o micro-organismo. Tendeu?
 
E onde usa, Monalisa?
Você pode colocar em sucos, em receitas de bolos, tortas, pães, e em tudo o que você quiser, praticamente. Como a biomassa é neutra, não tem gosto e não tem cheio, não altera o sabor das preparações. Vou começar a colocar aos poucos aqui receitas com biomassa. Mas para quem não quiser esperar, é só dar um Google que a rede está cheia de sugestões de receitas com ela!


 
Biomassa de Banana Verde
 
Quantidade desejada de bananas verdes - utilizo 1 kg em cada produção
Água
Panela de pressão grande o suficiente para acomodar as bananas
Processador de alimentos ou liquidificador potente
 
1. Destaque as bananas do cacho e lave uma a uma com esponja, água e sabão. Enxague bem. Corte a pontinha da casca da banana do lado que estava fixada no cacho. Vejam na foto acima, está vendo que a ponta fica irregular e algumas com uns fiapos pretos do cacho? Então é isso que você deve cortar.
2. Unte uma panela de pressão com óleo (pode utilizar qualquer tipo: girassol, milho, etc. Fazemos isso para auxiliar na limpeza depois), encha de água até uma altura em que você calcule que vai cobrir todas as bananas. Leve ao fogo e deixe a água ferver.
3. Quando ferver, coloque as bananas na água. Tampe a panela e assim que começar a chiar conte 8 minutos. Desligue a aguarde mais 12 minutos, totalizando 20 minutos de cozimento.
4. Espere a pressão sair naturalmente, permaneça as bananas na água quente. Tire uma a uma, retire a casca e coloque no processador (ou liquidificador potente). É importante bater ainda quente, senão vai esfarinhar. Se necessário coloque um pouco de água para ajudar a bater. Bata até formar um creme liso.
5. Porcione em formas de gelo ou em potes pequenos para facilitar na hora de descongelar. Se for usar logo, armazene na geladeira.
 
Importante: encomenda as bananas verdes com o feirante ou compre direto de produtores. Se você tiver a sorte de ter ou conhecer alguém que tenha uma bananeira, melhor ainda! Pegue direto do pé. A banana utilizada não pode ter passado pelo processo de estufa, as bananas que compramos em mercados passam por esse processo.
 
- Para descongelar: coloque a porção desejada na geladeira e aguarde o descongelamento. Se estiver com pressa, descongele no micro-ondas na função descongelar.
- Se quiser a textura lisa de novo: bata no liquidificador com um pouco de água quente.
- Se quiser uma biomassa mais espessa: leve ao fogo após bater e mexa sem parar até chegar na textura desejada.
 

 
Ótima semana para você!

5 comentários:

  1. Ótimo post, bem explicativo, me ajudou bastante com as dúvidas que sempre tive sobre biomassa de banana verde! :)

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá Monalisa...
    Conheci seu blog através da minha mãe que é seguidora fiel das suas receitas, pois ela é intolerante... Eu não sou, mas adoro cada uma dessas receitas e acabo modificando meu cardápio porque sou fã dessas comidinhas que tem por aqui hehehe Hoje moro na Itália e percebo o quanto nosso país deixa a desejar no quesito de produtos sem lactose, claro que quem tem IL consegue fazer receitas ótimas, mas aqui vejo cada coisa nas prateleiras dos mercados que facilitariam tanto a vida de vocês que é um pecado não termos acesso, esses dias ainda brinquei com minha mãe contando que ia voltar para o Brasil com uma mala só de produtos sem lactose HAHAHA

    Beijos,

    http://enquantoissonaitalia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi,adoro suas receitas,minha filha de 4anos tem APLV e queria um help.Fui comprar um panetone pra ela e nos ingredientes constava "margarina vegetal",até então so conhecia creme vegetal,será q essa margarina vegetal leva leite?Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! É imprescindível que você entre em contato com o SAC para saber sobre a composição dessa margarina. O fato de conter "vegetal" no nome não significa que não exista ingredientes como soro de leite em pó, entre outros. Além disso, como ela é alérgica é preciso saber se há contaminação cruzada, se no mesmo maquinário também produzem alimentos com leite ou se existe o risco de contaminação em algum outro momento da fabricação. Se houver, mesmo a margarina não contendo leite não será seguro para consumo. Ligue e informe-se bem antes de dar o panetone para ela, ok? Grande beijo

      Excluir

Compartilhe!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner