domingo, 23 de novembro de 2014

Biomassa de Banana Verde

 
 


Quem nunca fez biomassa de banana verde? Acha difícil de fazer ou não fez porque nem sabe que negócio é esse!? 
 
Há uns 4 anos atrás eu nunca tinha ouvido falar nisso.
Até que um dia estava na padaria Diaita e tive o prazer de conhecer a Sra. Heloisa de Freitas Valle, que deu início na utilização e pesquisa da banana verde cozida (fiz um post na época). A Sra. Heloisa é autora do livro "Yes, nós temos bananas - Histórias e receitas com biomassa de banana verde". Recomendo: muito interessante, conteúdo riquíssimo e cheio de receitas.
 
Uma das qualidades da biomassa é que ela é rica em amido resistente, que serve de comida para os microorganismos benéficos do nosso intestino, e isso é ótimo! Se você preferir falar bonito, pode dizer também que a biomassa é um prebiótico. Oh que chique! ;) Por isso que a biomassa auxilia demais o funcionamento intestinal, falando de uma maneira bem informal ela faz com que os nossos micro-organismos benéficos fiquem mais fortes e coloquem ordem no intestino!
Mas não confunda: prebiótico é o substrato (nome chique para comida) dos microorganismos. Já probiótico é o micro-organismo. Tendeu?
 
E onde usa, Monalisa?
Você pode colocar em sucos, em receitas de bolos, tortas, pães, e em tudo o que você quiser, praticamente. Como a biomassa é neutra, não tem gosto e não tem cheio, não altera o sabor das preparações. Vou começar a colocar aos poucos aqui receitas com biomassa. Mas para quem não quiser esperar, é só dar um Google que a rede está cheia de sugestões de receitas com ela!


 
Biomassa de Banana Verde
 
Quantidade desejada de bananas verdes - utilizo 1 kg em cada produção
Água
Panela de pressão grande o suficiente para acomodar as bananas
Processador de alimentos ou liquidificador potente
 
1. Destaque as bananas do cacho e lave uma a uma com esponja, água e sabão. Enxague bem. Corte a pontinha da casca da banana do lado que estava fixada no cacho. Vejam na foto acima, está vendo que a ponta fica irregular e algumas com uns fiapos pretos do cacho? Então é isso que você deve cortar.
2. Unte uma panela de pressão com óleo (pode utilizar qualquer tipo: girassol, milho, etc. Fazemos isso para auxiliar na limpeza depois), encha de água até uma altura em que você calcule que vai cobrir todas as bananas. Leve ao fogo e deixe a água ferver.
3. Quando ferver, coloque as bananas na água. Tampe a panela e assim que começar a chiar conte 8 minutos. Desligue a aguarde mais 12 minutos, totalizando 20 minutos de cozimento.
4. Espere a pressão sair naturalmente, permaneça as bananas na água quente. Tire uma a uma, retire a casca e coloque no processador (ou liquidificador potente). É importante bater ainda quente, senão vai esfarinhar. Se necessário coloque um pouco de água para ajudar a bater. Bata até formar um creme liso.
5. Porcione em formas de gelo ou em potes pequenos para facilitar na hora de descongelar. Se for usar logo, armazene na geladeira.
 
Importante: encomenda as bananas verdes com o feirante ou compre direto de produtores. Se você tiver a sorte de ter ou conhecer alguém que tenha uma bananeira, melhor ainda! Pegue direto do pé. A banana utilizada não pode ter passado pelo processo de estufa, as bananas que compramos em mercados passam por esse processo.
 
- Para descongelar: coloque a porção desejada na geladeira e aguarde o descongelamento. Se estiver com pressa, descongele no micro-ondas na função descongelar.
- Se quiser a textura lisa de novo: bata no liquidificador com um pouco de água quente.
- Se quiser uma biomassa mais espessa: leve ao fogo após bater e mexa sem parar até chegar na textura desejada.
 

 
Ótima semana para você!

domingo, 9 de novembro de 2014

Nhoque de Inhame da Bela Gil

 
Olá, queridos!

Nunca fui muito fã de nhoque, mas quando vi a Bela Gil preparando esse nhoque de inhame em seu programa confesso que abriu totalmente meu apetite. Por sorte tinha 500g de inhame em casa e deu para matar a vontade.
 
A receita rende pouquinho, no máximo 2 porções para quem não come muito. Esse prato foi parte do meu almoço e jantar do mesmo dia. 
Molho pesto é uma das coisas que mais amo nessa vida, então se tivesse mais estaria comendo até agora, rs.
 
Fica aí uma bela dica da Bela, ficou uma massa leve, perfeita para quem adora o gosto do inhame. 


 
Nhoque de Inhame com Molho Pesto da Bela Gil

Aviso aos alérgicos e intolerantes: receita sem glúten, leite, ovos e soja.
 
250g de inhame
1 colher de sopa de azeite de oliva
1/2 colher de chá de sal marinho
1/2 xícara de chá de farinha de arroz + quantidade necessária
 
1. Lave os inhames com uma escovinha, faça furos com um garfo e leve ao forno a 200 graus até amolecer. Aguarde esfriar e retire a casca.
2. Misture o inhame, azeite e sal em uma tigela. Amasse bem. Coloque a farinha de arroz a colheradas, 1 colher de sopa por vez. Vá amassando e acrescentando mais farinha até que fique uma massa (como na figura abaixo). Polvilhe um pouco de farinha na bancada, divida porções da massa, faça rolinhos e corte em pedaços.
3. Ferva água em uma panela grande, coloque um pouco de sal na água. Jogue os nhoques na água fervente e cozinhe até que eles subam a superfície. Retire com uma escumadeira.
 
Observação: cuidado para não colocar farinha demais.
 
Molho Pesto (adaptado da Bela)
Aviso aos alérgicos e intolerantes: receita sem glúten, leite, ovos e soja.
 
1 maço de manjericão (somente folhas)
1 dente de alho
4 castanhas do Brasil
1/2 colher de chá de sal
quantidade necessária de azeite de oliva (usei aprox. 3/4 xícara)
 
1. Higienize o manjericão. Ferva água em uma panela, jogue as folhas de manjericão e deixe por 30 segundos. Escorra as folhas em uma peneira e jogue imediatamente em uma tigela com água e gelo. Escorra a água, tire o excesso de água das folhas e bata todos os ingredientes no processador, acrescentando azeite até tudo ficar submergido.

Misture o molho pesto ao nhoque e sirva imediatamente. Se preferir, aqueça o molho pesto rapidamente em uma frigideira com um pouco de água.

 
 
Beijos e ótima semana!

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Novidade: Primeiro Zero Lactose Desnatado

 
Olá, Pessoal!

Novidade: Nestlé lança o primeiro leite zero lactose DESNATADO. É o Molico com 40% a mais de cálcio.
Há locais onde já está disponível nos mercados. Se ainda não estiver perto de você, em breve estará!
Fica a dica para quem ainda consome leite.

Lembrando que os leites zero lactose não devem ser consumidos por alérgicos à proteína do leite de vaca. E porque não pode? Porque esse leite é leite de VACA, durante o processo de fabricação é acrescentada a enzima lactase e é ela quem faz a "quebra" da lactose fazendo com que o leite se torne sem lactose. A enzima não tem efeito algum na proteína do leite, então alérgico não pode tomar, combinado?
 
Mas Monalisa onde compra? Tem na minha cidade? Tem na cidade do meu amigo? Tem? Tem? Tem? Quem vai saber responder isso para vocês é o SAC da Nestlé! ;)

Beijos!

Observação: esse post não é um publieditorial.

domingo, 26 de outubro de 2014

Bolo de Avelã com Mirtilos


 
Pensa em um bolo gostoso que dá vontade de comer tudo ainda quente? :)
Ficou divino!
Um típico bolo para café da tarde: fofinho, doce na medida certa, sem exageros.
Se você não tiver mirtilo, não desanime. Faça mesmo assim e use no lugar uva passa, damasco picado ou porque não, pedacinhos de chocolate amargo?! Hummm!

 
 
Bolo de Avelãs com Mirtilo
Aviso aos alérgicos e intolerantes: receita sem glúten, leite, ovos e soja.

2 colheres de sopa de farinha de linhaça
6 colheres de sopa de água
1 xícara de chá de farinha de arroz
1/2 xícara de chá de resíduo do leite de avelãs (ou de outro leite vegetal)
1/4 xícara de chá de polvilho doce
1/2 xícara de chá de açúcar demerara
1/4 xícara de chá de óleo vegetal
3/4 xícara de chá de leite de avelã (ou outro leite vegetal)
1/2 colher de sopa de limão
1 colher de sopa de fermento químico em pó
1/3 xícara de chá de mirtilos (pode substituir por uva passa ou pedacinhos de chocolate meio amargo picado ou damasco picado, etc...)
farinha de grão de bico para untar a forma

1. Misture a farinha de linhaça com a água e reserve até formar um gel.
2. Misture a farinha de arroz, resíduo do leite de avelã, polvilho doce e açúcar. Acrescente o óleo, leite de avelã, limão, gel de linhaça e mirtilos. Misture até ficar homogêneo. Por último acrescente o fermento.
3. Despeje a massa em uma forma com buraco no centro, untada e enfarinhada com farinha de grão de bico. Leve ao forno médio pré-aquecido 180 graus até dourar.

 
Beijos e uma semana abençoada a todos vocês!

sábado, 18 de outubro de 2014

Mini Bolo de Farinha de Coco para os 4 anos do Blog!

 
 
Mais um ano se passou... Hoje, dia 18 de outubro, é aniversário do blog e aniversário da minha mãe!
Faz 4 anos que criei esse espaço, nunca pensei que ficaria aqui por muito tempo... e quer saber? Não tenho previsão de ir embora, não consigo me ver sem o blog e sem vocês!
 
Esse ano foi marcado por uma transição. Apesar do nome "sem lactose" foi aberto um espaço para outros tipos de intolerâncias e alergias. Atualmente procuro postar receitas sem glúten, sem leite, sem ovo e sem soja para atender o público de alérgicos e intolerantes que precisam de auxílio. Pensei até em mudar o nome do blog, mas isso vai interferir em tanta coisa que ainda não tive tempo de parar e refletir. O que vocês acham? 
 
Está tudo muito diferente do início, vocês já deram uma olhada nas receitas antigas? Na minha opinião muita coisa melhorou: os ingredientes utilizados, o balanço de nutrientes das receitas... a graduação em Nutrição tem contribuído muito nesse sentido, claro. No começo eu não tinha noção de muita coisa. Como vocês sabem, até descobrir a IL nunca tinha me preocupado com alimentação saudável ou coisa do tipo.
 
Esse ano também foi o período que menos postei devido a muitos fatores: último ano de faculdade, trabalhos, estágio e a correria alucinante ainda continua até dezembro. Mesmo assim, não houve queda de acessos e a quantidade de e-mails que continuo recebendo é absurda. Aproveito para agradecer a paciência dos que aguardam pela minha resposta, tem sido difícil retornar a todos, mas estou fazendo o possível.
 
Consigo sentir e ter a certeza que a tendência é melhorar cada vez mais. Ano que vem começo a me dedicar exclusivamente a minha área, com os cursos, atendimento nutricional e aulas particulares de culinária sem alérgenos para os que realmente precisam. Me orgulho muito de ter tido a oportunidade e a coragem de parar, recomeçar e me dedicar a minha vocação, que foi descoberta tarde sim, mas na hora certa. Estou terminando a faculdade, nesses quatro anos fiz e continuo fazendo inúmeros cursos para ter a base necessária, e assim ajudar a todos da melhor maneira possível.
 
Cada comentário, cada mensagem carinhosa que já recebi e continuo recebendo contribuiu nesse processo. É muito gratificante estar aqui com vocês. Podemos não estar perto fisicamente, mas para boas energias não há distância!
 
Minha GRATIDÃO a cada um de vocês! <3 

 
 
Mini Bolo de Farinha de Coco com Falso Iogurte de Amêndoas
Aviso aos alérgicos e intolerantes: receita sem glúten, sem leite, sem ovos e sem soja.
 
2 c (sopa) de farinha de linhaça (se preferir, triture a semente de linhaça na hora)
6 c. (sopa) de água
3/4 xíc. (chá) de farinha integral de arroz castanho (*ver abaixo - ou farinha de arroz comum)
1/3 xíc. (chá) de farinha de coco
1/4 xíc. (chá) de polvilho doce
1/2 xíc. (chá) de açúcar demerara
1/4 xíc. (chá) de óleo de girassol (ou outro leite vegetal)
3/4 xíc. (chá) de leite de arroz
5 gotas de extrato de baunilha
2 c. (chá) de fermento químico em pó
 
1. Misture a farinha de linhaça com a água e reserve até formar um gel.
2. Misture todos os ingredientes secos. Acrescente o gel de linhaça, o óleo, o leite e a baunilha. Por último, acrescente o fermento.
3. Coloque em mini forminhas untada com óleo (usei de silicone) e leve ao forno médio pré aquecido (180 graus) por aproximadamente 25 minutos. Sirva com o falso iogurte de amêndoas (receita aqui).
 
A farinha integral de arroz castanho que utilizei foi essa, comprei no Caminhos da Roça. Podem usar a farinha de arroz branca ou o creme de arroz (o em pó). Qualquer outra alteração na receita que vocês quiserem fazer, será necessário realizar um teste para ver como fica, ok?
 
 
Fica o toque rosa do iogurte como homenagem ao Outubro Rosa.
Ficou uma delícia, espero que todos gostem! :)

 
 
Super beijo!

 
Monalisa Cavallaro

Falso Iogurte de Amêndoas

 
Olá!

Agora que o calor está chegando com tudo, nada melhor do que ter algumas opções para refrescar. Esse falso iogurte é uma delícia para consumir geladinho, com frutas, granola ou o que você preferir.
 
É falso porque não tem o fermento lácteo, usamos o "truque" da goma xantana para conseguir a consistência cremosa. Para você que já utiliza a goma em receitas de pães sem glúten, agora poderá usá-la também para esse fim. Se você nunca usou, é possível encontra-la em lojas de produtos naturais com muita facilidade ou em lojas virtuais na internet.
 
Entrei no clima do Outubro Rosa e fiz meu iogurte com framboesas congeladas, mas fique a vontade para usar a fruta que preferir. 

 
Falso Iogurte de Amêndoas - sabor framboesa

Aviso aos alérgicos e intolerantes: receita sem glúten, leite, soja e ovos.

300 ml de leite de amêndoas feito bem concentrado
2 colheres de sopa de açúcar demerara
1/2 xíc. (chá) de framboesas (ou morango ou outra fruta de sua preferência)
gotinhas de limão à gosto
1 colher de chá rasa de goma xantana (não coloque demais, senão vira uma gosma!)
 
Bata os 4 primeiros ingredientes no liquidificador. Acrescente a goma xantana e bata até espessar. Sirva em seguida.
 
 
Beijos!

Controle de Qualidade das Leitoras!

 
Olá, Queridos!

Muito feliz de saber que vocês continuam me visitando apesar da minha ausência no blog, muito obrigada! :)  
Consigo ser um pouco mais presente no Instagram, quem ainda não me acompanha por lá é só procurar por @diariosemlactose . 
Amanhã, ou melhor, hoje (porque já passou da meia noite) é aniversario do blog e da minha mãe! <3 Não vou deixar passar em branco, então mais tarde volto de novo com receita. Enquanto isso, vejam que coisa mais linda que algumas leitoras me enviaram:
 
 
A Melissa Cotrim do Rio de Janeiro é intolerante à lactose e a ovos, mas mesmo assim preparou o pudim da Carol (sem glúten, sem leite) para o padrasto (o pudim não vai leite, mas vai ovos!). Ela achava que era super difícil fazer pudim, mas provou que não é bem assim e acertou em cheio a receita. Usou açúcar mascavo e colocou essência de baunilha! Fiquei com vontade, Melissa, também quero! :) 


A Nubia de Belo Horizonte preparou o pão de queijo sem queijo (sem glúten, sem leite, sem ovos) e gostou bastante! Foi a primeira receita do blog que testou. Ela gostou ainda mais no dia seguinte porque adora pão de queijo murchinho (somos duas, Nubia!). Obrigada pelo retorno! ;)


A Laise Leite de Serrinha - Bahia provou o pão de liquidificador (sem leite). Ela já fez duas vezes, a primeira vez sem recheio e a segunda com recheio de presunto e orégano. A família toda aprovou! Arrasou no pão dourado lindo, Laise! <3



A Juliana Barbosa de Belo Horizonte também provou a receita do pão de queijo sem queijo (sem glúten, sem leite, sem ovos) utilizando mandioquinha (batata baroa). Ela já me contou que na próxima vez vai testar com batata inglesa para ver como fica. Depois me fala como ficou, Juliana! 



A Regiane fez o pão de arroz cru (sem glúten, sem leite) e nos deu uma dica ótima! Como ela está com dificuldades para encontrar o creme de arroz que é utilizado na receita, ela usou o creme de arroz em pó da Yoki como substituição dissolvendo 2 colheres de sopa do creme de arroz em 1 xícara de água. Levou ao fogo baixo até começar a engrossar e esperou esfriar. Depois utilizou na receita normalmente. Obrigada por compartilhar, Regiane! Tenho certeza que será útil para muita gente.


A Jéssika B. Santos fez a receita do leite condensado de coco e amou de paixão (palavras da Jéssika! rs). Ela utilizou açúcar mascavo, por isso ficou mais moreninho. <3

 
A Elisandra Lazzarini fez o pudim da Carol (sem glúten, sem leite) na versão mini, olha que fofinho! Ela usou forminhas de silicone e rendeu 6 unidades. Muito lindo! :)

Muito obrigada, meninas! Adorei!

Se você também fez alguma receita do blog e gostaria de me contar, envie um e-mail para: receitassemlactose@gmail.com

Beijos!

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Bolo de Limão

 
Oi!

Passando por aqui super ultra mega rápido para tirar a poeira do blog que ficou quietinho por 15 dias e para deixar uma receita de bolo simples de limão com uma calda azeda esperta que é perfeito para o café da tarde. Beijo, fui!
 
Bolo de Limão

Presta atenção galera alérgica e intolerante: sem glúten, sem leite, sem ovo e sem soja. Tá bom para vocês? ;)

2 colheres de sopa de farinha de linhaça (se não tiver a farinha é só bater a semente de linhaça no processador ou liquidificador)
6 colheres de sopa de água morna
sumo de 1 limão grande (esprema o limão na xícara medidora de 250 ml, complete a medida da xícara com o leite vegetal de sua preferência - usei o de arroz)
3/4 xícara de açúcar demerara
1/2 xícara de chá de amêndoas e castanhas do Brasil ou mix de outras castanhas (cruas e sem sal)
100 ml de óleo
1 1/2 xícara de chá de farinha de arroz
1/2 xícara de chá de amido de milho
1 colher de sopa de fermento químico em pó
 
1. Misture a farinha de linhaça com a água e reserve até formar um gel.
2. Bata no liquidificador o leite vegetal com o limão, açúcar demerara, castanhas e óleo. Quando estiver bem triturado, acrescente o gel de linhaça e bata mais um pouco.
3. Misture a farinha, o amido e o fermento em um recipiente. Despeje a mistura do liquidificador e mexa até ficar homogêneo.
4. Coloque em uma forma untada com óleo e leve para assar em forno médio pré aquecido (180 graus) por aproximadamente 30 minutos (faça o teste do palito). Espere esfriar um pouco para desenformar.
 
Faça a calda usando o sumo de 1 limão grande e 2 colheres de sopa de açúcar demerara. Leve ao fogo até o açúcar derreter e jogue em cima do bolo ainda quente.
 
Boa semana! <3

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Retransmissão das Palestras mais votadas do I Encontro Online de Culinária!


Olá!

Se você perdeu a minha palestra no I Encontro Online de Culinária ou se gostaria de assistir de novo a hora é agora! rs

Todos os inscritos receberam um e-mail alguns dias atrás solicitando que fosse escolhida uma palestra para retransmissão. As quatro mais votadas serão retransmitidas essa semana e eu fui uma das escolhidas! 

*Cara de susto - emoção - desmaio - cataploft!*

Gente, gostaria de conseguir passar para vocês a minha felicidade e gratidão por tudo! É um prazer imenso ficar entre as quatro no meio do time de peso que foi esse Encontro. E compartilhar esse lugar com as queridas Paula Martins (Viver sem Trigo), Nanda Carneiro (LeveMe) e Juliana (Limão com Alecrim) é surreal!
Tudo isso graça a vocês que me acompanham, beijo beijo beijo beijo e abraço de urso! <3

Então anota na agenda: próxima quinta, 18/09, a partir das 10h00! A palestra fica disponível até as 23h59 de quinta, então é só escolher o melhor horário e assistir! Olha que chance imperdível!
Não esqueça que somente inscritos conseguem receber o e-mail com o link para assistir a palestra. Quem ainda não se inscreveu é só clicar aqui!

Beijão

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Biscoitinhos de Especiarias


Olá!

Mais uma receita que vai servir para muita gente: sem leite, sem glúten, sem ovos e sem soja.
Esses biscoitinhos ficam crocantes e muito perfumados! Aproveitem! ;)


Biscoitinhos de Especiarias - Sem Lactose, Sem Glúten, Sem Ovos, Sem Soja

1 c. (sopa) de farinha de linhaça
3 c. (sopa) de água morna
1 xíc. (chá) de creme de arroz
1/3 xíc. (chá) de amido de milho
2 c. (sopa) de quinoa em flocos (ou aveia sem glúten ou amaranto em flocos)
1 c. (sopa) de mix de especiarias - usei um mix pronto chamado pão de mel que tem canela, cravo, noz moscada e erva doce em pó)
1 c. (café) de fermento químico em pó
1 c. (sopa) de melado de cana (ou mel)
2 c. (sopa) de açúcar demerara
3 c. (sopa) de óleo de coco
Leite de amêndoas até dar o ponto, aprox. 7 c. sopa (ou outro leite vegetal)


1. Misture a farinha de linhaça com a água e reserve por aprox. 15 minutos ou até formar um gel.
2. Misture em uma vasilha o creme de arroz, amido de milho, quinoa em flocos, especiarias e fermento.
3. Em uma outra vasilha misture o gel de linhaça, melado de cana, açúcar demerara e óleo. Despeje na mistura de farinhas e mexa com uma colher.
4. Coloque uma colher do leite de amêndoas por vez, mexendo bem com as mãos a cada adição. A massa deverá ficar como a da foto abaixo - lisa e sem grudar nas mãos. Usei 7 colheres, mas essa quantidade pode variar. Cuidado para não colocar leite demais, vá adicionando aos poucos.
5. Abra a massa com um rolo, deixe bem fina (quanto mais fina, mais crocante e mais gostoso fica) e corte no formato desejado. Coloque em uma assadeira forrada com papel manteiga ou tapetinho de silicone e leve ao forno pré-aquecido por aprox. 15 minutos ou até a borda dos biscoitos ficar dourada.

Se guardar em recipiente hermeticamente fechado ficam ótimos até o dia seguinte. Depois disso a textura não agrada mais. Foi uma loucura conseguir guardar os cookies para fotografar de manhã no outro dia, tive que esconder 10 deles no armário. :)

Rendimento: consegui 40 corações.

O chocolate em cima dos biscoitos não tem segredo: derreti chocolate em barra 70%, coloquei em uma manga e fiz os riscos em cima dos biscoitos.



Beijos!